Pin Up

Depois da 1ª Grande Guerra e da 2a Guerra Mundial, os tempos foram de transição; houve uma quebra nos valores morais rígidos da altura, os jovens começaram a duvidar do “Sonho Americano” (o ideal que defendia oportunidade e prosperidade através de trabalho duro) e procuraram respostas na música Rock (e Rockabilly), e a literatura e o cinema mudaram, permitindo-se outra liberdade.

sonhoamericano

“O Sonho Americano” (imagem de Observadores Sociais)

O termo Pin Up surgiu cerca de 1941… referia se tão simplesmente a imagens recortadas de revistas, jornais, postais e calendários, que depois eram penduradas na parede. No tempo de guerra, olhar as mulheres dos recortes, dava moral aos soldados e assim, o fabrico de posters tornou-se comercial e parte integrante da cultura popular.

Barber Shop Customer Observing Wall Display

Soldado e barbeiro (imagem de The Selvedge Yard)

Estas mulheres (modelos ou atrizes), voluptuosas e sensuais, ainda que com um jeito tímido, foram apelidadas de Pin Up Girls. Algumas alcançaram tanta fama, que foram elevadas ao estatuto de Sex Symbol, como foi o caso de Rita Hayworth, Ava Gardner, Veronica Lake, Bettie Page, Betty Grable, Lauren Bacall, e claro, Marilyn Monroe.

avagardner

Ava Gardner (imagem de Pinterest.com)

Veronica Lake

Veronica Lake (imagem de Zedisred)

bettiepage

Bettie Page (imagem de Bad Weather Bikers)

howtomarryamillionaire

Marilyn Monroe, Betty Grable e Lauren Bacall em “Como Casar Com Um Milionário” de 1953, nomeado para o Óscar de Melhor Guarda-Roupa (imagem de Blu-ray.com)

No entanto, as Pin Up Girls não eram apenas modelos e atrizes, eram também mulheres anónimas, fotografadas e depois desenhadas no papel. Os ilustradores mais famosos da altura são Gil Elvgren e Alberto Vargas.

gibson

Ilustração de Gil Elvgren (imagem de Visual News)

vargas

Ilustração de Alberto Vargas (imagem de Pinterest.com)

Assim, o conceito Pin Up tornou-se inspirador e uma forma de expressão. Cabelo, maquilhagem, e roupa definiram um estilo único, reconhecível e admirável.

Cabelos curtos, médios ou compridos, mas ondulados, pin curls, bandanas; pestanas postiças, eyeliner e boca vermelha; vestidos de roda, com tule, saias plissadas pelo joelho, saias-lápis, decotes pronunciados em “v”, biquinis de cintura subida e o tão famoso padrão de bolinhas!

gracekelly

Grace Kelly em “Janela Indiscreta” de 1954 (imagem de Etsy.com)

nataliewood

James Dean e Natalie Wood em “Rebelde Sem Causa” de 1955 (imagem de Eunews.it)

deborahkerr

Deborah Kerr e Cary Grant em “O Grande Amor da Minha Vida” de 1957 (imagem de Theredlist.com)

Nos dias de hoje, este estilo continua a ser uma forte influência. Em grandes cidades como Londres, ou Los Angeles, há quem se penteie, maquilhe e vista, diariamente, sem inibições, como naquela altura. Como eu disse… forma de expressão!

Eu tento, de vez em quando, com a ajuda do artista e meu querido amigo Marcello Nigro, homenagear a época! Sentir um pouco do glamour!

pinupmepinupmeblonde

8 pensamentos sobre “Pin Up

  1. Quando “brincamos” e tu te tornas a minha PinUp… e voltarmos numa viagem no tempo e homenagear mulheres, artistas, um conceito uma época! Aonde tudo era estudado e com um propósito! Adorei o post!!!

    Liked by 1 person

  2. Sempre linda 🙂 Só falta agora a versão Ruiva 🙂 Ser mulher é mesmo um orgulho ❤ Além de sermos nós o único sexo a gerar uma vida no nosso corpo, ainda somos a melhor fonte de inspiração dos homens e sempre fomos umas lutadoras ao longo dos tempos, para nos afirmarmos e conseguirmos os nossos direitos de igualdade, e apesar disso em pleno século XXI ainda existe muita descriminação! Mas nós chegamos lá….!

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s